quarta-feira, julho 18, 2007

Às tantas naves que levam tantos sonhos

Mingua, menina
Saudações ao céu
No quase beijar as estrelas
Foste ao abraço
Mingua, menina
Um caloroso adeus a quem deixaste
Vem, vem
Vão

2 comentários:

Caito disse...

Seja bem vinda de volta! Não será em vão.

Pri Lopes disse...

Delícia de poema - de qualidade!