domingo, julho 29, 2007

Ana Cíclica

Ana Cíclica
é mais ou menos
(ou quase)
anacíclica,
raramente perfeita.

De quando em quando, vira uma arara.

Ana arara

Mas quando esvazia o osso melhora

Osso oco

É preciso sempre reler Ana. Reler e rir.

Reler Ana e rir

Poucas vezes fica muito
anacíclica.
(embora ainda confusa)

Nessas vezes chega em casa, olha o gato e diz, feliz

Olá, galo!

Minha Ana.

Ana Cíclica,
quantos anos?

Ana rama
Ana mora
amor raro
Ana amora
Ana Mara

Mariana, Juliana, Fabiana, Fulana, Bela, Isabela, Clarabela...

Ana Clara.

Vermelha. Clara. Vermelha. Clara. Vermelha. Clara. Vermelha.

Clarabóia.

Ana Cíclica.

A viva Ana!

Ave, Ana: a Diva!

Ave, Ana: Eva, Vida .

Ave, Ana: voa viva.

Um comentário:

Pri Lopes disse...

O final mesmo ficou tudo de bom. Além de ritmado, você articulou bem as palavras: poema sonoro. Lembrou-me, no estilo, a poesia concreta. Já leu Augusto de Campos? Muito bom! Beijinho