segunda-feira, maio 28, 2007

Sobre crescer

Às vezes queremos escrever sobre alguma coisa e ficamos meditando sobre aquilo. Pode levar segundos ou anos. Nesse meio caminho pode acontecer de toparmos com coisas que dizem exatamente o que queríamos dizer, só que de uma maneira muito melhor do que sequer suporíamos poder. Este é um desses casos.

"Quando somos crianças, somos um pouco de cada coisa. Artista, cientista, atleta, erudito... Às vezes parece que crescer é desistir destas coisas, uma a uma. Todos nos arrependemos por coisas das quais desistimos. Algo de que sentimos falta. De que desistimos por sermos muito preguiçosos, ou por não conseguirmos nos sobressair, ou por termos medo."

(Kevin Arnold, Anos Incríveis)

4 comentários:

Marcos disse...

Legal, Guilherme! Mas, apesar de tudo dito de maneiras mais bonitas ou 'melhores', tem sempre uma entrelinha, uma beleza que pertence só a nós: e isso é importante. Por isso as pessoas falam, falam...por terem pequenas ou grandes coisas a dizer com seus sentimentos e palavras...

Abraço! Até!

Gus disse...

É isso que eu também queria dizer logo abaixo...um beijo!

Pri Lopes disse...

Kevin era O CARA! Eu cresci com ele, assistindo à série, pensando pra mim, filosofando tudo. Deve ser por isso que criei desde cedo o tal "senso crítico". Só que resolvi colocar pra fora: escrever.

Abraços!!!

Cíntia Costa disse...

Eu desisti do balé porque demorava muito para vestir minhas meias-calças. E a professora se irritava tanto...