segunda-feira, junho 25, 2007

As canções que fiz para você

É mais um uísque que acaba, mais um standard que o pianista dedilha, o bar desse hotel tem um silêncio que sufoca. Só eu, o pianista e o barman. E um grupo de chineses numa mesa do canto, aboletados em seus ternos mal cortados, bebendo e falando sem parar. Por quê você está demorando tanto? Já aprendi a minha lição.

***
Te escrevi uma canção. Te comprei um livro. Escolhi o nome dos nossos filhos e já decidi onde vamos passar nossa lua-de-mel. Danço sem parar com essa sua ausência tão presente que embriaga. Cantarolo em teu ouvido e te afago os cabelos enquanto envento galáxias que não existem para, pateticamente, forjar um conhecimento que não tenho.
***
Você fica linda enquanto corre nesse vestido branco. Teus cabelos soltos parecem dançar ao sabor do vento, alheios a tudo e a todos. Tantas coisas para fazermos juntos. Tantos dias a caminhar enquanto as crianças correm, num anoitecer à beira-mar. Tantas reuniões de pais no colégio.
***
Aparece logo, vai. Tem um mundo só pra você te esperando.

2 comentários:

Carol Dall'Olio disse...

G E N I A L

Caito disse...

Genial!!!!