quarta-feira, fevereiro 22, 2006

À primeira xícara de café

Vou escrever uma canção adolescente,
Mostrar os dentes pra essa nossa geração...
Para dizer que quando nunca é muito pouco,
Para sempre pode estar perto demais...

Vou escrever uma canção bem bossa-nova,
Pra ver se ganho algumas notas nos jornais.
E comprar o meu prazer por pay-per-view:
Por qual miséria a gente já não paga mais?

Disfarçar cartas com essa cara de contente,
Dizer qualquer pouco prazer já satisfaz.
(Mas se nós não morreremos jovens,
Pelo menos não morreremos iguais...)

Desabafar meia dúzia de mentiras,
Pra te ganhar nessa selva de ilusão.
Ler nossas vidas em papéis moeda,
Mercantilizar a nossa relação...

Uma canção feito um filme americano, eu te engano e você sempre pede mais...

Marcos, 19 de abril de 2003

4 comentários:

Robson Assis disse...

O pop mente!
Muito boa poesia!

Abraço..

Camila Conti disse...

Marcone! São as musicas do PSRV!!! EEEEEEEEEEE!!!

Marcos disse...

ahn...(questão)

João Luis disse...

hum... alguém por aí? Post novo para que né?