quarta-feira, dezembro 19, 2007

Ladrão do último mês

(Inspirado por “M´águas” de Priscila Lopes e “Sobre peso e leveza” de José Henrique Lopes)

Me consome a luz da palavra que escrevo...
a luz da palavra enternece a mágoa
e a mágoa some
como um desejo,
feito d´água sem sede...

Me alimento do alheio,
do receio da sua falta de inspiração.
ladrão de palavras,
da falta e da aflição,
da coragem da ação

traduzida em palavras.

Meus copos cheios se ressentem de páginas
....................................................(imáginas)
Esvazio, ponho a alma no varal
e os meus olhos cheios se ressentem de lágrimas.

Abandono,
a alma resseca,
o corpo sou,
a sede seca,
a mente ultraja,
eu trago e trajo:

(eu)
LUTO.

Me sinto negro,
pardo, escuro.
Sou a lembrança da alma
esquecida no varal.

Mas paro e escuto
a sombra iluminada da palavra
que eu roubei...

digo a mim e a quem:
- viver é efeito de páginas...

4 comentários:

Priscila Lopes disse...

Estou estupefata.

Fiquei emocionada com a criatividade e capacidade de trabalhar o "já-dito".

Você deu mais sentido às minhas palavras.

Obrigada.

Princesiiinha disse...

texto triste...
texto lindo ^^

parabens pelo blog

;*

CresceNet disse...

Gostei muito desse post e seu blog é muito interessante, vou passar por aqui sempre =) Depois dá uma passada lá no meu site, que é sobre o CresceNet, espero que goste. O endereço dele é http://www.provedorcrescenet.com . Um abraço.

Vieira Calado disse...

venho desejar a todos esses amigos, deste blog, um BOM ANO de 2008.
Um abraço.