quarta-feira, agosto 15, 2007

Changement

Mudanças acontecem. Algumas não pedem licença - mudam.
A disposição dos móveis do quarto, a tia da limpeza, o sentido da rua, o template do blog.
É engraçado. Dá uma saudade do que se foi, uma preocupação com o destino do que era antes e um medo em relação ao novo. Será tão bom quanto o anterior (ainda que nem fosse assim tão legal)?
Por outro lado, tem mudanças que demoram que só... A gente anseia, planeja, anuncia e não chegam. O fim da faculdade, a carteira de motorista, o casamento.
É tudo uma questão de momento de vida: na verdade, no minuto do turning point, o frio na barriga é o mesmo. Mas, nesse caso, é melhor. Tipo pular de um trampolim alto: a hesitação só melhora a passagem.

Um comentário:

Caito disse...

Algum filósofo, cujo nome eu obviamente esqueci faz tempo, chama isso de momento ideal. Não é necessariamente um momento definido, pode durar anos ou um bostésimo, mas é quando as coisas, bem toscamente falando, se ajeitam de uma maneira a proporcionar a mudança e , tcharans, as coisas mudam, sem que a gente perceba realmente quando foi que mudaram. Meio que nem naquele aquele filme Corra Lola, Corra, saca? Foi assim, poderia ter sido assado. É foda né? Dá um frio na barriga mesmo. Mas peço perdão também por ter mudado sem consultar ninguém! Foi um momento ideal bem urgente e intepestivo, é verdade. Mas o formato está sempre aberto! tudo esta sempre em aberto.