sábado, março 22, 2008

Curto # 88

Triste fim do poeta ordinário:
O que lhe rende a poesia
não lhe compra um dicionário!

2 comentários:

Caito disse...

É a nossa sina!

Jessica Lara disse...

A pura verdade...