quinta-feira, novembro 15, 2007

a quintessência

da indecência

está na mente

de quem sente

se indecente

1

isso todo mundo sente

In-consciente-mente.

1

a quintessência do

indecente

é inocente

e não sente

nem senta

nem suja

nem sabe

nem culpa

nem pede desculpa.

1

a quintessência

da inocência

anestesia.

1

pena que ela esta perdida.

1

já decupei toda minha vida

em busca dela, está perdida!

só compliquei!

decupliquei toda minha culpa.

1

***

1

a quintessência está tão longe!

1

não consegui chegar nem na primeira...

6 comentários:

Edson Marques disse...

A quinta essência vem sempre ants da primeira.


A gente é que não a percebe...


Ou só a percebe muito mais tarde!


Gostei muito dos teus comentários deixados no blog Mude!


Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as.

Abraços, flores, estrelas..

SAMANTHA ABREU disse...

uau!
tu brincas com os versos, com as palavras, com as letras e tudo mais!


Parabéns...
Um beijO!

Yuri Almeida disse...

Muito bom. Há tempo não lia uma poesia, boa então.

E.R.L. disse...

é genial o nome desse blog!
linkei lá!
beijos

* hemisfério norte disse...

muito bom.
claro q qq escritor q pertence a um sindicato mesmo q barato, tem mais hipóteses.:)
visitem o meu
http://ensaioscomcheiro.blogspot.com/
nasceu no sábado e aceitam-se duras criticas, pois estou no inicio e só assim aprendo.
Obrigada
bjs d e Portugal
a.

Cíntia Costa disse...

É um ótimo nome prum perfume... :p