terça-feira, maio 27, 2008

Complexo de Torre de Pisa

Eu estou de saco cheio de tudo. Quando não é uma coisa é outra. Ou dinheiro, ou satisfação profissional, ou prazer, ou amor. Esses devem ser os pilares da minha vida. E sempre existe um que vai muito bem, obrigado. Às vezes dois, quiçá três. Porque diabos não consigo ficar ereto? neutralizar as estruturas talvez fosse uma saída, mas aí entraria num estado de autismo profundo, pior do que este que já vivo. Estou farto da pendência, em todos os sentidos da palavra. Eu sempre devo E pendo. E isso me destrói de uma forma que é inconcebível.
Existe algo errado em querer viver as coisas de forma simples? Em almejar uma vida perfeita? SIM! Ela não é perfeita e nem simples. Óbvio. Porque o racional insiste em brigar com o emocional? Muita gente daria tudo para ter a vida de muita gente, doce ilusão. Eu só quero não ter coração. E nem cérebro.

2 comentários:

ninguém disse...

Sem cérebro e sem coração, Alice no espelho veria um mutante: espantalho de lata com cabeça de leão...

.hi-fi. disse...

o pensamento racional só atinge seu auge
quando inclui na equação a emoção
que de muitas vezes imensurável
faz o pensamento desistir
dizendo apenas para sentir

mas não se deixe surdo
saber sentir não é sentir sem fim
é sentir o que quiser e qdo quiser

posso não ter razão
mas basta somar o sentir de todos
e multiplicar por tudo
de darwin a freud

a melhor fórmula de garantir existir
é amar!