quarta-feira, março 07, 2007

Convicção - 03.fev.2007 - 20h54

As dúvidas nos jogam pra baixo, as certezas nos fazem voar. A convicção em um fato, dura um ato. A integridade do espírito sua vida inteira.

Bandeiras, marcas, ideologias, gravadas a suor, sangue e fogo. A cada tempo de queda, a cada navegação a esmo, cada segundo de dor. A cada um desses momentos de escuridão quando a força de vontade queima cada desventura, o coração fica marcado, e o espírito estampado.

Somar as marcas, lembrar o caminho percorrido, o estalo na cabeça da lição demorada de se aprender. E de cima desses pilares indestrutíveis, fundidos em nossa natureza, enxergar o que você é, o que foi, o que se tornará, e não temer.

2 comentários:

Caito disse...

Mas enxergar é tão difícil... sem meus óculos então! Continuamos sempre tentando, franzindo a testa, dilatando a pupila, apontando a lanterna!
Seja bem vindo.
abraço!

Pri Lopes disse...

óTimo! Esse frase final, então...! Sem palavras, gostei muito.