quarta-feira, fevereiro 07, 2007

Estou fragmentado

Dividido
por
dívidas
dignas
de
indignação.

Devendo a
calça a
cueca a
alma!

Dividido
devido
ao valor
devido.

Desiludido,
devastado,
indignado,
endividado,
enjaulado
no dever de
não dever

Mas

Devo duvidar
do que devo?

Devia é
dividir a
dívida!

Que dádiva
seria!
Que glória
divina!

Mas duvido da sorte,
não devo esperar.

Devo até
dever a
Deus por
duvidar.

Devo o dia,
minha tarde vadia,
minha noite fria,
minha vida vazia,
meu coração quente,
meus olhos doentes,
minha mente demente,
minha pena, meu pão.

Devo a vida
indevida
que adio
há dias
por não
ter tostão.

Vou pagando
o pato.

Engolindo
o sapo.

Pagarei tudo
(em dia?) e um
dia vocês
deverão.

Estarei sempre
a disposição.

3 comentários:

Thais disse...

Tarde, cumpadre.

Devo dizer "saudade", "admiracao", "curiosidade". Nao necessariamente nessa ordem.

bjs da Disposicao.

bru_ik disse...

Adorei Caito! Adorei!

Parabéns, este blog esta do caralho!

beijos

bru_ik disse...

Parabéns Caito! Adorei Adorei!!

Parabéns na verdade a todos...este blog esta do caralho. E esta Pri é foda! É ela que é de Floripa?

beijos